Minha foto

Poeta e ficcionista paulistano nascido em 1979, é autor do Livro Ruído (Eucleia Editora, 2011), publicado em Portugal, e das Ficções paralelas e Visões para lê-las, iluminadas por Yuli Yamagata. Traduziu Natureza, de Ralph Waldo Emerson, e Caminhada, de Henry David Thoreau (Dracaena, 2010). Seus blogues Não Fique São e Transatravés, que permanecem no ar, somam mais de 130 mil visitas.

Estudou Publicidade, História e Jornalismo. Foi operador de atendimento, agente de leitura e apresentador de televisão; agora atua como factótum de texto: redator, revisor, tradutor e consultor editorial. Mora em Sorocaba-SP, onde trabalha em casa, na Felina Oficina, afagando Lira, sua gata, e produzindo os espetáculos e vídeos de dança contemporânea de Mimi Naoi, sua esposa, com quem também mantém o projeto Fôlego, com performances nas quais recita poesia para ela dançar. Em seu perfil e página no Facebook, pratica o colunismo antissocial e publica seus textos e traduções.

Tem poemas publicados nas revistas Mallarmargens, onde é colaborador, e também nas revistas CronópiosTriploV, Germina7faces, BrasilianaDiversos Afins, Ellenismos, Raimundo, Macondo, Aedoscuritibanos, Oficina.Casulo e Pó&Teias, e nas antologias AsfaltoVinagre e Poema de Mil Faces

TRANSATRAVESSADOS

21 de junho de 2012

Afim de princípios


Admitir-se-ia, provisoriamente, como inquestionáveis,
em axioma,
postulado,
proposição
ou teorema,
no início de uma dedução, naquele ou neste sistema,
não sendo deduzidos de quaisquer outros consideráveis,
que realidade é um conceito psicológico
que designa a acomodação a uma situação
que a experiência já tenha demonstrado como preferível
mediante a contenção do princípio do prazer,
o que tende apenas à satisfação de um impulso
dada a incerteza ou indeterminação
pois é impossível realizar qualquer medição
numa partícula muito pequena
sem afetar seu estado natural.

O tempo gasto por um raio luminoso
entre dois pontos quaisquer
é o menor possível,
pois todos os pontos de uma onda de energia no vácuo
podem ser considerados como novas fontes de ondas
que se expandem em todas as direções
em um intervalo de tempo proporcional à velocidade,
já que a ação ou trabalho mínimo
pretende que o trabalho realizado é sempre o menor possível 
quando há transferência de energia.

A população tende a crescer em progressão geométrica
enquanto se produz alimentos em progressão aritmética
e todas as pessoas nacionais ou estrangeiras domiciliadas ou não estão sujeitas às leis do país onde se encontram,
pois são constitucionais os dispositivos jurídicos fundamentais
que se encontram implícitos ou expressos na constituição, segundo os quais se organiza a vida jurídica da nação
e se estruturam e funcionam os órgãos estatais,
uma vez que em uma família de conjuntos não-vazios
pode-se pegar ao mesmo tempo um elemento de cada conjunto
e reputar o grupo que não podia pertencer a qualquer categoria
como constituído desses elementos
dado que dois elétrons de um mesmo átomo
não podem ter o mesmo conjunto de números quânticos,
ou seja, o mesmo nível de energia,
pois em um líquido incompressível em equilíbrio
a variação da pressão se transmite integralmente
em todas as direções e a toda a massa líquida
e todo corpo mergulhado num líquido
está sujeito à força denominada empuxo
que atua de baixo para cima
e é igual ao peso do volume de líquido deslocado,
e, além disso,
um corpo mais pesado do que o ar se sustenta no espaço
se, mas não somente se
o fluxo elétrico que passa através de uma superfície fechada
é proporcional à carga contida no interior dessa superfície
e a entropia de todos os corpos tende a zero
quando a temperatura tende ao zero absoluto.

A condição ideal de equilíbrio
a que tendem os diversos blocos da crosta terrestre
parte do princípio de que o universo é homogêneo e isotrópico,
sem local ou direção privilegiada para observação,
sabendo-se que
a complementaridade é observar um fenômeno qualquer
de dois pontos de vista diferentes e não excludentes,
posto que
o valor relativo de duas grandezas da mesma espécie é constante,
independentemente da unidade escolhida,
já que
um sistema em equilíbrio reage a uma perturbação
de modo a neutralizá-la e a restabelecer o equilíbrio,
porque
os processos biológicos do passado
ocorreram de maneira semelhante aos atuais.

A base filosófica para a aceitação
de novas teorias requer que a teoria
mais recente explique a fenomenologia
para as quais então a precedente valia,
algo tão evidente em si mesmo que dispensaria
mesmo qualquer hipótese de demonstração,
o que só depois de demonstrado se admitiria.